Buclina

Buclina

Buclina é um medicamento que contém em sua fórmula o dicloridrato de buclizina e é utilizado como estimulante do apetite. Mesmo que ainda não bem determinado, acredita-se que sua ação se deve a um efeito hipoglicemiante e consequente estimulação do centro do apetite, no hipotálamo (uma região do encéfalo responsável, dentre outras coisas, por regular determinados processos metabólicos). Sua leve ação sedativa contribuiria também para reforçar o efeito orexígeno, ou seja, do aumento de apetite. A buclizina possui ainda um discreto efeito antimuscarínico central, proporcionando melhora do tremor e da rigidez presentes na doença de Parkinson.

Ganho de peso

O Buclina é indicado normalmente para pessoas com enfermidades, as quais prejudicam o apetite ou emagrecem o paciente. O medicamento aumenta a produção de insulina pelo pâncreas pela diminuição da concentração de açúcar no sangue, o que leva o hipotálamo a produzir a sensação de fome. Essa sensação faz com que ocorra a estimulação do apetite, consequentemente fazendo com que a pessoa se alimente mais.

Administração

Por se tratar de um medicamento, o Buclina deve ser utilizado somente com o acompanhamento de um profissional. Na maioria das vezes, o Buclina é prescrito com outros medicamentos, como vitaminas ou remédios com grande composição de minerais. O Complexo B também é indicado para ser tomado com o Buclina. Além disso, para que o ganho de peso através do medicamento deve ser acompanhado de uma dieta alimentar saudável e da prática de exercícios físicos. Desta maneira, o paciente irá ganhar um volume maior de massa magra, ou seja, sem o ganho de gordura, o que pode ser prejudicial à saúde.

Posologia

A posologia do Buclina normalmente passada pelos médicos é de um comprimido meia hora antes do almoço e do jantar para adultos. Para crianças, a dosagem é de meio comprimido meia hora antes do almoço e meia hora antes do jantar.

Efeitos colaterais

O efeito colateral mais comum do Buclina é a sonolência, provavelmente provocada pelo efeito hipoglicemiante. Um dos compostos responsáveis por essa sonolência é o cloridrato de buclizina, o qual tem ações orexígena e anti-histamínica, aquela que alivia os sintomas das manifestações alérgicas no corpo. Essas duas ações levam a um leve efeito sedativo no organismo. O medicamento também pode potencializar a ação de substâncias depressoras do sistema nervoso central, inclusive bebidas alcoólicas. Além disso, tem efeito antimuscarínico, o qual pode ter ação no sistema parassimpático, responsável por estimular ações no organismo como a desaceleração dos batimentos cardíacos, diminuição da pressão arterial, a diminuição da adrenalina.

Risco na gravidez

Na posologia do Buclina não existem contraindicações específicas. Tendo em vista a inexistência de dados referentes ao efeito sobre a gestação e lactação, seu uso é contraindicado em mulheres grávidas e lactantes por apresentar categoria de risco na gravidez tipo C, ou seja, quando não há estudos adequados em mulheres e, em experiências animais, ocorreram alguns efeitos colaterais no feto, mas o benefício do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Add Comment