Labirintite: Tem cura? Quais são os sintomas? Saiba aqui!

Labirintite: Tem cura? Quais são os sintomas? Saiba aqui!

Ouvimos falar de várias doenças, todos os dias. Alguns nomes se tornam bem comuns, mas mesmo assim nem sempre a gente sabe direito do que se trata e como identificá-las. Causas, sintomas, fatores de risco. São muitas informações e sem conhecê-las não sabemos quando chega à hora de ir ao médico. Por isso hoje vamos falar da Labirintite, uma doença que muita gente já ouviu falar, mas nem todo mundo realmente entende. Quer saber mais?

O que é labirintite?

A Labirintite, também conhecida como otite interna, é uma infecção ou inflamação que afeta a estrutura interna do ouvido, o labirinto, afetando a audição e o equilíbrio. Seus sintomas são mais presentes nos primeiros quatro dias, ou seja, no início da infecção. A doença causa tonteiras e zumbido no ouvido, entre outros sintomas. É mais comum que ela se manifeste em pessoas com mais de 40 anos.

Por que afeta o equilíbrio?

Nosso ouvido interno é formado por duas estruturas: a cóclea e o vestíbulo. Os dois juntos formam o que chamamos de labirinto. A cóclea é responsável pela nossa audição, enquanto o vestíbulo é responsável pelo nosso equilíbrio. Essas estruturas se afetadas de alguma maneira, podem levar a sintomas como surdez e desequilíbrio.

Causas

São várias as causas que podem levar a labirintite. As principais estão relacionadas à inflamação no ouvido interno. Porém, também é importante dizer que a labirintite pode ser um sintoma de doenças mais graves, por isso é uma condição que requer atenção.

Entre as causas que levam a labirintite podemos citar:

  • Infecções virais, como por exemplo, gripes e resfriados.
  • Infecções bacterianas
  • Doenças como hipertensão e diabetes
  • Alterações bruscas de pressão no ouvido
  • Uso de medicamentos que podem afetar o ouvido interno
  • Doenças neurológicas
  • Estresse e ansiedade

Sintomas

Entre os sintomas da labirintite estão:

  • Tontura
  • Zumbidos no ouvido
  • Dificuldade em focar os olhos
  • Náuseas
  • Perda do equilíbrio
  • Audição afetada
  • Queda de cabelo
  • Sudorese

Alertamos que ao sinal dos sintomas citados você deve procurar um médico e informá-lo, principalmente se os sintomas forem recorrentes e duradouros.

Labirintite

Labirintite tem cura?

Desde que o tratamento seja feito corretamente, sim a doença tem cura. Para isso é necessário que se procure um médico para que ele possa diagnosticar a causa que levou a labirintite e assim indicar o tratamento mais adequado. Porém, a inflamação pode voltar a ocorrer, pelo mesmo fator ou por fatores distintos.

Fatores de riscos

Alguns fatores e hábitos podem aumentar as chances de se desenvolver a doença. Fatores como: colesterol alto, hipoglicemia, consumo excessivo de álcool, cafeína, cigarro e também o uso de drogas, alimentação ruim, jejum prolongado, consumir muito açúcar, podem contribuir para que a doença se apresente independentemente da idade.

É possível prevenir a labirintite?

Sim é possível. Alguns hábitos podem ajudar a controlar os fatores de risco e assim contribuir para que a doença não apareça. Hábitos como adotar um estilo de vida mais saudável, evitar o álcool, a cafeína e o cigarro. Fazer atividades físicas, que, entre vários benefícios, ajudaram a controlar o colesterol. Alimentar-se bem, não ficar em jejum por grandes períodos de tempo, não exagerar no sal e no açúcar.

Remédios

Vários tipos de remédios são indicados no tratamento da labirintite. Vasodilatadores, labirinto-supressores, remédios que atuam nos sintomas como a náusea e o mal-estar. Alguns dos remédios utilizados no tratamento são:

  • Meclin – Indicado para tratar a tontura e as náuseas
  • Vertizini – Para problemas com equilíbrio, vertigens e tonturas causadas por labirintite
  • Prometazina – anti-histamínico que proporciona alívio de náuseas e vômitos

 

E você? Tem alguma dúvida a respeito da labirintite? Deixe um comentário!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Add Comment