Distensão abdominal: O que é? Quais são as causas?

Distensão abdominal: O que é? Quais são as causas?

É comum nós sentirmos que estamos inchados em alguns momentos, seja por comer um pouco mais do que o de costume, ou devido a estar próximo do período menstrual. Contudo nem sempre esse inchaço costuma passar rápido, e em alguns casos pode se tornar muito comum, afetando a pessoa diariamente, é o que chamamos de distensão abdominal.

Você ainda não sabe o que é a distensão abdominal nem o que pode ser as causas dessa síndrome?

Então esse artigo é para você, pois nele eu irei falar tudo o que você precisa saber sobre a distensão abdominal.

Continue lendo e confira a seguir!

O que é a distensão abdominal?

Também conhecido popularmente como barriga inchada, a distensão abdominal é caracterizada por um volume excessivo na região abdominal, normalmente provocado por alguma substância no seu interior, podendo ser gás, sólido ou líquido.

O problema é bem popular, e afeta cerca de 30% da população adulta, pode ser facilmente percebido apenas por uma observação, já que o abdome fica com uma desagradável aparência de cheio e mais duro que o normal.

distensão abdominal

Quais são as causas?

De modo geral a causa principal da distensão abdominal são os excessos de gases provenientes de uma má ingestão ou rejeição de alguns alimentos.

Alimentos como o feijão, couve-flor, brócolis, ervilhas, leites e seus derivados, são exemplos de alimentos que devem ser consumidos com moderação, pois normalmente contribuem para a formação desses gases.

Além disso, o hábito de comer rápido, engolir ar, frequente uso de medicamentos e algumas doenças podem estar associadas a esse incômodo.

Caso junto à distensão abdominal você observe sintomas como fezes escuras e/ou com sangue, frequente diarreia, náuseas, vômitos, perda de apetite, dores abdominais e perda de peso, procure imediatamente um médico, pois provavelmente sua distensão está ligada a alguma doença.

Distensão abdominal na gravidez

Muitas vezes no inicio da gravidez, mesmo antes do bebê começar a se formar e de fato estar visível na barriga da mãe, a mulher sente uma leve distensão abdominal, e talvez até mesmo já pensa que pode ser o bebê, mas isso acontece não é pela formação do feto, mas pela distensão abdominal na gravidez.

O corpo da mulher começa a preparar seu organismo para a recepção dos hormônios responsáveis pela formação do bebê, de forma semelhante ao que acontece quando estão menstruadas.

Isso é algo bem comum entre mulheres grávidas e desde que não esteja ligado a outros sintomas não é preciso se preocupar, pois a distensão abdominal irá sumir, e o feto se formará normalmente.

distensão abdominal gravidez

Após abdominoplastia

Normalmente nos primeiros meses, os pacientes que passaram pelo processo de abdominoplastia, se queixam desse problema, e até mesmo preocupam e se questionam se não é devido a alguma complicação, mas não há com o que se preocupar.

A distensão abdominal após a cirurgia plástica é normal e acontece devido ao edema no processo de cicatrização e na organização dos tecidos.

Algumas vezes pode acontecer dos pontos de amarração dos tecidos se soltarem e causar o problema, mas normalmente está ligado também a dores fortes, e é bem raro de acontecer.

Distensão abdominal aguda

A distensão abdominal aguda é um caso mais complexo de distensão abdominal e que geralmente leva o individuo a precisar de uma cirurgia, existem muitas variações dessa distensão e os sintomas dela são de acordo com o tipo de distensão.

Alguns dos sintomas que podem aparecer são:

  • Vômitos
  • Dor de cólica
  • Dor abdominal intensa
  • Náuseas

Além do mais, algumas enfermidades poderão ser a causa da distensão abdominal aguda, como:

  • Apendicite
  • Pancreatite
  • Isquemia intestinal
  • Diverticulites aguda
  • Cisto roto de ovário
  • Úlcera péptica aguda perfurada

É grave?

Sim esse problema pode sim ser grave, tudo irá depender do quadro clínico da pessoa quando for diagnosticada a síndrome. Em alguns casos pode ser que não seja necessária a cirurgia, enquanto em outros é imprescindível que ela seja feita.

E é por isso que em casos onde não se consegue dizer se é preciso ou não fazer a cirurgia é recomendável que ela seja feita, assim será eliminado o problema.

Mas é importante que o paciente tenha uma boa assistência médica para que possa ter um diagnóstico mais certo.

Ficou alguma dúvida? Deixe um comentário que em seguida nós responderemos você!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Add Comment