Culinária para diabéticos

Culinária para diabéticos

Ao ser diagnosticado com diabetes, independente do tipo, o tratamento mais indicado é controlar a doença através da boa alimentação e usando medicamentos quando for necessário. Entretanto, às vezes pode ser difícil fazer a transição da culinária comum para a cozinha diabética, mesmo que a dieta não seja mais tão restritiva por conta dos avanços da indústria alimentícia. Por essa razão, esse artigo reúne algumas dicas de como cozinhar para diabéticos sem perder o sabor e mantendo a doença controlada.

Ao invés de sal, use temperos

A diabetes causa alterações metabólicas no organismo por conta da glicose aumentada no sangue, o que favorece o desenvolvimento de problemas cardiovasculares. Assim, cuidar da pressão arterial e do coração é mandatório. O sal é o alimento de maior quantidade de sódio que consumimos, e esse componente aumenta a pressão arterial e causa vários outros desconfortos se consumido em excesso. Prefira usar ervas frescas para temperar os alimentos, garantindo poucas quantidades de sal.

Fuja de frituras

Gordura da alimentação se prende mais facilmente ao fígado e artérias do diabético, o que justifica uma dieta de restrição em relação às gorduras. Prefira alimentos grelhados e assados, especialmente se for preparar carnes. A carne grelhada/assada apresenta menor teor de gordura.

Alimentos naturais e integrais

Embora seja mais fácil consumir não só carboidratos simples na forma de massas de grãos refinados como alimentos industrializados por conta da falta de tempo e praticidade, os alimentos naturais, assim como os integrais, oferecem diversas vantagens para o diabético. O alimento processado costuma ter maiores doses de sal e açúcar, e a farinha refinada detém menor quantidade de fibras. Alimentos naturais ajudam a trazer saciedade por conta da mastigação e as fibras dos alimentos integrais controlam o colesterol.

Escolha as frutas certas

Frutas não são totalmente liberadas para o diabético por conterem frutose, um açúcar que não deve ser consumido em grande quantidade. Entretanto, algumas frutas em específico fazem muito bem. É o caso do abacate, rico em gorduras boas ótimas para a saúde. O limão também tem suas vantagens, já que aumenta a vitamina C e protege a imunidade, protege as artérias e ajuda a “ralear” o sangue. O coco é ótimo para fortalecer as células intestinais, reduz inflamações, diminui a carga glicêmica e aumenta a saciedade.

De olho na hipoglicemia

Mesmo que o controle do diabético seja mais voltado para controlar a elevação da glicose, sua queda excessiva também pode ser muito prejudicial. A hipoglicemia causa tontura, deixa a visão turva, causa fome intensa e taquicardia – ela acontece quando a taxa de glicose está excessivamente baixa. Coma antes de dormir, alimente-se corretamente se for se exercitar, faça várias pequenas refeições, cuidado com a ingestão de álcool e mantenha sempre algumas balas ou sachês de mel na bolsa.

Alimentos essenciais

Certos alimentos são especialmente benéficos no controle dos diabetes, como é o caso dos peixes de águas profundas, que são ricos em Ômega 3, a aveia, que diminui o colesterol, as amêndoas, que são ricas em gorduras boas, e ainda leguminosas, como a lentilha, porque são ricas em fibras.

Para mais informações sobre como controlar a sua diabetes, veja esse curso Como Controlar a diabetes! 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Add Comment