Candidíase: Veja aqui Prevenção, sintomas, tratamento e mais!

Candidíase: Veja aqui Prevenção, sintomas, tratamento e mais!

Cuidar da saúde é fundamental para qualquer pessoa e para qualquer idade. Ter uma alimentação saudável, fazer atividades físicas com regularidade e manter uma rotina de prevenção da saúde, juntamente ao seu médico, são parte do processo para se manter a qualidade de vida e um corpo saudável e sem doenças. No caso das mulheres, muitos são os problemas e os transtornos que podem surgir, principalmente na região íntima. Neste artigo, iremos falar de um desses problemas, que é bastante comum: a candidíase. Vamos explicar o que, como prevenir, como tratar adequadamente e mais. Confira as informações!

O que é a candidíase?

A candidíase é uma doença causada por um fungo que está naturalmente presente na região vaginal. Quando a doença se apresenta podem ocorrer diversos tipos de lesões, algumas mais superficiais ou mais profundas, mais brandas ou mais crônicas. Elas apresentam um aspecto úmido e são normalmente recobertas por uma pseudomembrana esbranquiçada. Ao contrário do que muita gente sabe, a candidíase pode afetar diversas diversos locais pelo corpo, tais como:

  • a boca
  • garganta
  • língua
  • pele
  • genitálias
  • unhas
  • dedos
  • no ouro cabeludo
  • até mesmo nos órgãos internos.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico da candidíase é feito através de exame direto e também com a coleta de amostras para a realização de exames laboratoriais. A candidíase vulvovaginal é bastante comum entre as mulheres. Em outras parte do corpo a recorrência é menor.

Quais as causas?

O causador da candidíase como informamos é o fungo Candida albicans. Esse micro organismo já está presente no corpo da mulher, mas de forma equilibrada. Porém alguns fatores podem quebrar esse equilibro e fazer com que esse fungo se reproduza muito mais, o que gera a candidíase e causa todos os sintomas.

Conheça alguns hábitos que podem levar a esse desequilíbrio:

  • Sexo sem proteção: Ao contrário do que muita gente pensa, esta não é uma DST, pois outros fatores sem ser o sexo pode causa-la. Mas ainda sim o sexo sem camisinha pode transmiti-la, se o parceira tiver a doença. Nesse caso é mais comum que ocorra na região genital ou boca.
  • Uso de antibióticos: A região vaginal possui diversas bactérias que atuam junto com organismo, ou seja são benéficas para o corpo da mulher. Alguma delas ajudam a combater as bactérias e os fungos que são prejudiciais para a saúde, como o Candida albicans. Antibióticos que atuam em larga escala, podem acabar matando essas bactérias benéficas e causar o desequilíbrio do fungo da candidíase.
  • Aumento dos níveis de estrogênio: Pesquisas mostraram que mulheres com autos níveis de estrogênio são mais suscetíveis a candidíase.
  • Consumo excessivo de doces e carboidratos: Carboidrato em excesso deixa a região vaginal mais ácida, tornando o ambiente mais propício para o surgimento do fungo. A glicose serve de alimento para o fungo, o que também propicia seu aparecimento.
  • Roupas e locais muito úmidos: O fungo causador da doença gosta de locais úmidos. Por esse motivo você não deve ficar muito tempo com roupas de banho molhadas e deve secar a região íntima corretamente.
  • Fatores que prejudicam a imunidade: A baixa imunidade também pode fazer com que candidíase surja. Evite: Dormir pouco, se estressar muito, consumir drogas e procure consumir as quantidades necessárias de vitaminas e minerais.

Outras causas que podem propiciar a doença:

Muitos são os fatores que podem causar a candidíase vaginal. Entre estes fatores estão:

  • os diferentes tipos de proteção menstrual
  • algumas substâncias usadas para a higiene íntima
  • uso de roupas muito apertadas com frequência
  • o uso de peças íntimas feitas com tecidos sintéticos,
  • o uso de dispositivos intrauterinos (DIU)

Quais os sintomas ?

Na região íntima feminina os sintomas que costumam se apresentar são:

  • intensa coceira;
  • presença de odor e prurido;
  • corrimento mais intenso do que o normal;
  • ardência ao urinar;
  • desconforto na região da vagina;
  • Dor e vermelhidão na área vaginal;
  • Dores durante a relação sexual.mulher com sintomas de Candidíase

Como prevenir?

Alguns estudos mostraram que 75% das mulheres adultas já tiveram, pelo menos uma vez na vida, situações de candidíase vaginal, sendo que, em 5% dos casos, houve recorrência da micose.

Muitas são as maneiras de se prevenir a candidíase. É recomendada a manutenção de uma higiene íntima adequada, manter a região também seca. Procurar usar roupas que sejam feitas em tecidos de algodão. Utilização de sabonetes adequados para a região íntima, o uso de preservativo.

Qual o tratamento?

O Tratamento da candidíase geralmente é feito através de remédios antifúngicos. Esses remédios geralmente são comprimidos ou pomadas. Já existem no mercado opções que não precisam de receita médica. Dependendo do tipo e nível do problema, precisam ser receitados por um médico. Quando o caso é muito recorrente e grave, é indicado a consulta de um especialista para ele avilar o caso.

Existem tratamentos caseiros?

Sim, existem tratamentos caseiros que podem trazer resultados no tratamento da candidíase. Conheça alguns deles:

Iogurte natural

Um dos tratamentos caseiros mais comuns indicados para a candidíase é o uso de Iogurte natural. Como nós já informamos aqui, quando o PH da região íntima fica muito alto, o ambiente fica ainda mais propício para o desequilíbrio do fungo causador da doença. O Iogurte natural diminui a acidez da região vaginal e assim trata o problema. Mas atenção: só vai resolver o problema se a causa primária for a alta acidez da região vaginal.

Como aplicar?

Para aplicar basta pegar um absorvente interno e mergulhar no iogurte natural. Depois é só introduzi-lo normalmente e deixar agir por 3 horas. (Aplicação deve ser feita fora do período menstrual). Repita o processo duas vezes ao dia.

iogurte natural para tratar Candidíase

Vinagre de maça

Assim como o iogurte natural o vinagre de maça ajuda a restaurar o PH natural do corpo. Além disso, ele possui em sua composição enzimas que controlam a proliferação do fungo causador da doença.

Como usar?

Basta ingerir uma colher se sopa de vinagre, diluído em 200ml de água, uma vez por dia. A ingestão deve ser feita previdencialmente em jejum.

Candidíase tem cura?

Sim a doença tem cura. Quando você trata adequadamente a candidíase ele é curada. Porém, ele pode voltar, assim como um resfriado.

Viver sem candidíase: Livre-se do problema de vez

O Viver sem candidíase é um suporte completo digital, que te dá todas as informações e dicas para você se ver livre da candidíase de forma natural, sem recorrer e remédios e pomadas. Ele foi criado pela Camila Maia, uma mulher que fez te tudo para se ver livre do problema, mas durante 3 anos a doença ia e voltava. Até que ela descobriu os segredos de viver sem candidíase e decidiu compartilhar suas descobertas com o mundo. Assim ela criou o curso e tem ajudado várias mulheres a se verem livres do problema e terem uma vida mais saudável.

curso viver sem Candidíase

Onde comprar o curso?

O curso é vendido em seu Site Oficial – www.viversemcandidíase.com. Caso queira conhecer melhor o curso ou realizar sua compra agora mesmo, clique no botão abaixo. Você será redirecionado diretamente para o site oficial.

 

Candidíase masculina

A candidíase também pode ocorrer no homem, porém esse caso é um pouco menos comum. Ela é causada pelo mesmo fungo. Nós homens muitas vezes a doença pode não apresentar sintomas.

Sintomas

Quando apresenta sintomas, os mais comuns são:

  • coceira
  • dor na região do pênis
  • vermelhidão
  • pequenas lesões

homem com dor causada pela Candidíase

Causas

Além de relações sexuais com uma pessoa contaminada sem o uso de preservativo, outras causas podem levar a candidíase masculina. São elas:

  • Má higienização do pênis
  • O uso recorrente de antibióticos, corticoides e antidepressivos
  • Sistema imunológico fraco
  •  Alimentação rica em carboidratos e doces

Tratamento

O tratamento da doença em homens também é feito com pomadas e comprimidos antifúngicos.

Candidíase na gravidez

Como informamos neste texto, o problema costuma ser mais recorrente em mulheres com altos níveis de estrogênio. Durante a gravidez  esse hormônio se apresenta em altos níveis na mulher. A doença pode surgir em qualquer fase da gestação e não prejudica o feto.

O sintomas são os mesmo apresentados em uma mulher que não é gestante. Para tratamento é recomendado que se consulte um médico, já que grávida tem restrições de medicamentos. Dessa forma ele vai indicar um tratamento seguro para a mãe e o bebê.

Candidíase em mulher grávida

Conclusão

A candidíase é causada por um fungo, podendo ocorrer em diferentes locais pelo corpo, sendo a candidíase vaginal a mais comum entre as mulheres. Com o adequado cuidado e com a prevenção através dos exames de rotina é possível evitar este problema no dia a dia.

Continue conosco nos próximos artigos e deixe aqui seus comentários ou dúvidas. Até mais.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Add Comment