Pular corda

Pular corda

O que era uma brincadeira de criança, se tornou mais uma ferramenta para emagrecer, perder barriga e tonificar os músculos. Pular corda é um bom exercício para quem não tem muito tempo disponível para os exercícios mais comuns.

Benefícios

Aumenta a agilidade;

Melhora a coordenação mãos x olhos;

Tonifica os músculos da parte inferior e central do corpo;

Ajuda a melhorar a postura;

Queima em média dez calorias por minuto;

Fortalece os músculos e os ossos;

Aumenta o condicionamento físico;

Expande a capacidade cardiorrespiratória;

Melhora o equilíbrio;

Combate o estresse;

Queima mais calorias que caminhar, pedalar ou correr;

Melhora o aspecto da celulite;

Estimula a circulação e eliminação de suor.

Tipo de corda

Antes de começar a praticar, é importante comprar a corda correta para praticar. Cordas de vinil, couro ou plástico as mais recomendadas, já que as de náilon podem ser muito leves e atrapalhar a execução do exercício. Além disso, é preciso primeiro medir a corda pisando no meio dela e segure as extremidades: se elas vão até sua cintura, quer dizer que a corda é proporcional à sua altura.

Pulando corretamente

Você pode praticar em qualquer lugar, mas certifique-se primeiro de que há bastante ventilação, que o teto não seja muito baixo para causar acidentes e que o chão não seja muito escorregadio. O ideal é utilizar um tapete sob os pés, e usar tênis com bons amortecedores por causa do grande impacto desse esporte. Faça alongamentos antes e depois de pular corda, pois isso evitará dores e lesões. Mesmo que seja uma brincadeira de criança, deve-se levar a prática a sério.

Diferentes formas de praticar

Para potencializar os efeitos o ideal é que se mude a intensidade e o ritmo do treino. Você pode, por exemplo, pular durante meio minuto em um ritmo lento e mais meio minuto rapidamente. É preciso ir se acostumando com o exercício, então experimente começar com dez minutos e ir aumentando as sequências até chegar aos trinta minutos.
Você pode tentar os seguintes pulos:

Básico – Girando a corda de trás para frente até ela passar por debaixo dos seus pés, faz desse um pulo básico.
Cruzado – Embora comece igual, no meio do giro, você cruza os braços e continua a pular. Isso tonifica os braços e as pernas.
Corrida – Esse pulo é feito rapidamente, alternando as pernas, como em uma corrida.

Experimente incluir outros exercícios na rotina, como agachamentos e flexões, para que o treino não fique entediante e você consiga o máximo de perda de peso e tonificação dos músculos não só das pernas.

Cruzado II – Quando estiver no ar, cruze as pernas e aterrisse com elas cruzadas. No próximo pulo, descruze e aterrisse com as pernas descruzadas. Faça várias repetições.

Contra indicações

Essa modalidade de exercício não deve ser praticada por pessoas com muito sobrepeso, sob risco de danificar suas articulações pelo alto impacto que a atividade oferece. Pessoas com problemas nos joelhos e tornozelos também devem evitá-lo, assim como portadores de lesões nos pés, calcanhares ou coluna.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Add Comment