Maltodextrina

Maltodextrina

Imprescindível na construção de massa muscular, vários laboratórios já lançaram suas respectivas versões de maltodextrina: um suplemento que consiste, basicamente, em uma fonte segura de carboidrato e garante energia para que o atleta tanto consiga executar o exercício como recupere as energias e evite o catabolismo após realizá-lo. Hoje explicaremos exatamente o que é a maltodextrina, para quê serve e como ela age. Antes de começar a consumi-la, procure um nutricionista.

Pré e pós treino

Dependendo da rotina de exercícios do atleta, a maltodextrina pode ser usada como pré e pós treino ou apenas pós treino. Por exemplo, se o atleta pretende enfrentar muito tempo de exercício aeróbico intenso, como correr por uma hora, ele deverá consumir o suplemento antes e depois da atividade. No caso de quem faz malhação, o ideal é usar a maltodextrina após o exercício para recuperar as energias e impedir o catabolismo – esse é um processo onde, na falta de glicose, o corpo começa a sintetizar as células musculares para conseguir energia. É por esse mesmo motivo que não é saudável se exercitar em jejum, já que você apenas perderá massa muscular ao invés de emagrecer.

Além disso, é importante ser orientado sobre o consumo desse suplemento por um especialista, que definirá a dose por conta de seu perfil físico e objetivos. Ingerir maltodextrina sem seu gasto através de exercícios pode levar ao ganho de peso. Esse suplemento pode ser combinado com outros, como whey protein e albumina, para garantir máxima performance, já que os carboidratos facilitam a penetração das proteínas nas células musculares.

Carboidrato complexo x Carboidrato simples

A diferença básica entre um carboidrato complexo e um simples está na sua estrutura. Enquanto o carboidrato simples tem a estrutura pouco complexa e é rapidamente absorvido e levado à corrente sanguínea na forma de glicose, o carboidrato complexo, como o nome sugere, tem uma estrutura mais intricada, o que significa que sua quebra e absorção ocorrem mais devagar. Enquanto o carboidrato simples pode ser encontrado em alimentos como mel, derivados de leite e etc, a maltodextrina é fonte especificamente de carboidratos complexos.

Glicogênio hepático x Glicogênio muscular

Quando nosso corpo está em estado de hiperglicemia, isso é, a taxa de açúcar no sangue aumenta, o corpo vê essa situação como uma oportunidade para estocar essa glicose para quando nosso organismo necessitar dela. Isso ocorre, especialmente, nos músculos, que precisam de energia para que consigamos realizar movimentos normalmente. A glicose, então, é sintetizada e fica armazenada nas células musculares. Enquanto isso, as células cerebrais não podem ficar sem receber energia, ou o corpo sofrerá sequelas mais tarde. É por isso que, no fígado, há outra reserva de glicogênio, separada para esse fim. O consumo de maltodextrina antes do treino promove glicose para sua realização e após o treino, repõe as reservas de açúcar nas células musculares.

Diferentes sabores

Assim como shakes emagrecedores, à maltodextrina podem ser acrescentados saborizantes e aromatizantes dando-lhes diferentes sabores. Cabe ao atleta escolher qual deles mais gosta ou ficar com o sabor tradicional.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Add Comment