Mamoplastia: Conheça a cirurgia e como ela é feita!

Mamoplastia: Conheça a cirurgia e como ela é feita!

É muito difícil encontrar alguém que esteja completamente satisfeito com o corpo. Sempre achamos que há algo sobrando ou faltando para alcançar a “perfeição”. Isso acontece com muitas mulheres quando o assunto é o seio. Umas querem colocar, outras tirar, outras levantar e por aí vai. Nem sempre só visando a questão estética, o excesso de seios pode causar alguns desconfortos, como problemas na coluna. É nessa hora que entra a Mamoplastia, para ajudar a melhorar o corpo e, muitas vezes, a mente também.

O que é?

A Mamoplastia é uma cirurgia plástica que transforma o formato das mamas podendo ser feita para retirar, colocar, arrumar a simetria e levantar os seios. A ideia é que a cirurgia deixe o formato mais harmonioso em relação a proporção do corpo. Cada viés da Mamoplastia possui um nome e pode ser feita de maneiras diferentes, sendo as principais: Mamoplastia de aumento, Mamoplastia redutora, Mamoplastia reparadora e Mamoplastia reconstrutiva.

Mamoplastia de aumento (com prótese)

A Mamoplastia de aumento é uma das mais procuradas e conhecidas, á o famoso silicone que as mulheres colocam para poder aumentar o tamanho das mamas. Essa cirurgia também ajuda a enrijecer, firmar e deixar os seios no lugar. O procedimento de aumento pode ser feito na frente ou atrás do músculo, isso irá depender da quantidade de glândula que a paciente possui. Por exemplo, se a mulher tiver pouca glândula é indicado que o implante seja colocado atrás dos músculos para que não fique muito aparente. Já nos casos de quem possui a quantidade de glândulas considerada suficiente, é colocada na frente dos músculos.

Mamoplastia redutora

Esse tipo de Mamoplastia é quando a pessoa deseja retirar um pouco das mamas. É muito comum para aquelas que acabam tendo problemas na coluna porque o tamanho grande dos seios começa a pesar. Além disso, seios muito grandes ficam caídos e flácidos mais precocemente. Esse procedimento é feito com a retirada do excesso de gordura, o tecido glandular e a pele para que além de remover, o tamanho final fique harmonioso com o resto do corpo.

mamoplastiaMamoplastia reparadora

Já esse tipo de Mamoplastia é feita para reparar pequenos “defeitos” da mama, como falta de simetria (seios de tamanhos diferentes e desproporcionais), formatos ou posição das aréolas. O procedimento é realizado conforme as preferências do paciente e das indicações do médico. Por exemplo, se você tiver um seio maior que o outro pode tanto ser retirado um pouco do que é maior, ou aumentado o que é menor.

Mamoplastia reconstrutiva

Diferente das outras, essa  cirurgia vai mais além ainda da parte estética, pois é indicada apenas para pessoas que tiveram câncer de mama e durante o tratamento tiveram que retirar toda ou parte dos seios. O procedimento funciona refazendo a mama, no qual as vezes é necessário retirar um pedaço do tecido das costas e abdômen para que a reconstrução seja satisfatória. É possível fazer a Mamoplastia reconstrutiva tanto depois da retirada da mama ou durante a cirurgia da mastectomia.

Cicatriz da mamoplastia

A cicatriz  é bem variável, pois não depende apenas do tipo de cirurgia, mas como também do tipo do seio. Seios originalmente maiores tendem a gerar cicatrizes maiores e vice-versa. Outro ponto é o excesso de peso que pode contribuir para uma cicatriz maior. Mas a forma mais comum é uma cicatriz que é feita no formato de T que é pouco visível ao redor da aréola e se estende na forma vertical até a parte de baixo da mama.

Mas essa cicatriz não tende a durar muito, na maioria dos casos após um ano da cirurgia já não há nenhuma cicatriz visível mais.

Quando é indicada?

A Mamoplastia de aumento e reparadora podem ser indicadas apenas pelo motivo de um desconforto estético. Já a redutora pode ser por questão de auto estima, como também recomendado por um médico se o tamanho dos seios estiverem comprometendo a coluna ou gerando outros problemas. No caso da reconstrutiva, ela é indicado apenas nos casos de pessoas que tiveram câncer de mama. Mas é importante ressaltar que todos os tipos de  dependem de uma prévia avaliação de um cirurgião plástico.

mamoplastiaTem contraindicações da mamoplastia?

Apesar de ser, em sua maioria, uma cirurgia tranquila, ela não é indicada para:

  • • Pacientes com patologias específicas na mama;
  • • Mamas não desenvolvidas completamente;
  • • Problemas de saúde que colocam em risco complicações durante a cirurgia.

Mamoplastia e amamentação

Muitas pessoas têm dúvida se após a Mamoplastia é possível amamentar normalmente, mas fique sabendo que isso irá depender do tipo da cirurgia que você fizer e como foi feito o procedimento. É importante que nenhuma conexão nervosa tenha sido danificada. Nos casos da Mamoplastia para aumento, geralmente o aleitamento consegue ser feito normalmente. Já nos casos da redutora, é mais difícil manter a nutrição do bebê apenas com a produção de leite da mãe, pois pode ser que ela não provenha a quantidade satisfatória para uma boa alimentação. Por isso se atente nas técnicas da cirurgia que você for fazer, pois isso será um fator primordial.

Quanto custa?

É possível encontrar variados preços da Mamoplastia, que irá variar de lugar e do tipo da cirurgia. Você pode encontrar de R$ 8.900,00 a R$ 17.300,00.

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Add Comment