Lipocavitação: Como funciona? É eficiente?

Lipocavitação: Como funciona? É eficiente?

A lipocavitação é um tratamento estético totalmente não-invasivo e que tem como objetivo principal a queima e eliminação de gorduras localizadas. Embora seja menos desconfortável que muitas outras opções é preciso conhecer como o procedimento funciona para saber se é adequado para você. Assim, entenda tudo sobre o funcionamento desse procedimento.

Como a lipocavitação funciona?

A lipocavitação é um dos métodos menos invasivos para eliminar gorduras localizadas e sua atuação baseia-se no uso de ondas ultrassônicas para implodir as celular de gordura.

Funciona assim: o profissional aplica um gel na área onde se deseja eliminar as gorduras e usa, em seguida, um cabeçote de ultrassom apontado para a pele. Com as ondas ultrassônicas penetrando na pele, as células de gordura passam a experimentar formação de bolhas que vão se multiplicando, até implodirem as células.

Após a explosão das células de gorduras, também conhecidas como adipócitos, elas são direcionadas para a corrente sanguínea para que o corpo as elimine.

Cuidados após o procedimento

Um detalhe que você precisa ter atenção antes de se submeter a esse procedimento é o fato de que até 4 horas após a sessão é preciso praticar algum tipo de atividade física de modo a aumentar a vascularização e garantir a efetiva eliminação da gordura.

Caso você não pratique atividade física ou caso ultrapasse essa janela de tempo, o resultado é que o corpo irá “assentar” novamente a gordura, podendo causar até mesmo um acúmulo anômalo e potencialmente perigoso.

Existe algum cuidado associado a esse procedimento?

O principal cuidado associado a esse tipo de tratamento é o fato de que é necessário se hidratar antes e após a sessão, pois isso garante uma melhor circulação e, portanto, a completa eliminação das células de gordura implodidas.

A lipocavitação possui contraindicações?

Esse procedimento, assim como qualquer intervenção estética, possui algumas contraindicações que precisam ser observadas e dentre as principais estão pessoas com problemas de colesterol e que sofram com gordura no fígado. Quem tem problemas com obstrução de artérias e veias também deve evitar esse tipo de tratamento, assim como quem sofre com problemas de circulação em geral.

Naturalmente pessoas sedentárias também não são elegíveis para esse tratamento a menos que estejam dispostas a fazer a quantidade de exercício físico necessário após o encerramento da sessão.

Em quais áreas do corpo o procedimento não pode ser realizado?

Embora seja muito comum em áreas como barriga, coxas e bumbum, a lipocavitação é expressamente vetada para algumas partes do corpo e que incluem rosto, costas, antebraço, região genital e região linfática, pois estourar células nessas regiões é potencialmente perigoso para a saúde em geral.

Os resultados são definitivos?

Apesar de as células de gordura locais serem totalmente eliminadas com esse tratamento, nada impede que o seu corpo produza novas células de gordura – e isso acontece quando você não se alimenta direito e/ou não pratica exercícios físicos.

Por isso, para garantir a durabilidade dos resultados da lipocavitação é importante manter um estilo de vida saudável a fim de controlar o peso e, portanto, o surgimento de células de gordura.

A lipocavitação funciona, basicamente, graças à emissão de ondas ultrassônicas com o objetivo de inflar e estouras as células de gordura que, então, são direcionadas para a corrente sanguínea e podem ser eliminadas. Devido às suas características é um dos tratamentos mais procurados e também mais efetivos desde que seguidas as recomendações.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Add Comment