Criolipólise

Criolipólise

O Brasil é campeão mundial em cirurgias plásticas e procedimentos estéticos realizados em busca do ideal de beleza. Entretanto, a não ser que os pacientes se submetam à uma cirurgia, são poucos os tratamentos estéticos que comprovadamente ajudam a queimar a gordura localizada por completo. Uma delas é a criolipólise: vinda direto de Harvard, o tratamento é bastante caro mas cumpre o que promete. Para saber mais, continue a ler.

O que é?

Diferente de procedimentos invasivos como a lipoaspiração, a criolipólise não é uma cirurgia e o paciente pode voltar à sua rotina no mesmo dia que fizer o tratamento. Crio significa “frio” enquanto lipólise é “quebra de gordura”, então basicamente o tratamento busca resfriar as regiões com maior acúmulo de gordura localizada – aquela gordurinha que não vai embora independente da dieta ou da malhação – e destruí-la, fazendo com que depois o corpo a expulse por meio do sistema linfático. Os resultados tendem a ser vistos até quatro meses depois, de acordo com o organismo de cada um.

Como é feito?

Primeiro é colocada uma manta úmida por sobre a pele do paciente, para impedir contato direto com a máquina. Depois, a região escolhida para o tratamento é sugada a vácuo por uma ponteira, que depois age provocando uma queda de temperatura intensa naquela região. As células de gordura são mais suscetíveis ao frio do que os outros tecidos, dessa forma, pele, músculos, nervos e tendões ficam intocados. Depois de algum tempo, a ponteira é retirada e o local atingido é massageado, para voltar à temperatura normal.

Como os adipócitos são completamente destruídos, o corpo entende que eles não fazem mais parte do organismo e os elimina. A gordura é levada em pequenas quantidades até o fígado, que a metaboliza. O procedimento pode ser feito em áreas diversas do corpo, mas são especialmente recomendadas para o abdômen e nas laterais da barriga, onde se concentram os famosos pneuzinhos.

O tratamento não é doloroso, mas pode causar desconforto durante a sucção da pele e da gordura pelo aparelho. A região tende a ficar sensível após o tratamento, mas isso desaparece em pouco tempo. Cada sessão dura uma hora e devem-se espaçar cada sessão por 90 dias, sendo que são recomendas, no máximo, 3 por ano.

Quem pode aplicar?

Um médico tem que ser responsável pela aplicação ou estar supervisionando o procedimento enquanto outro profissional da saúde o aplica. Os mais indicados são dermatologistas e cirurgiões plásticos, mas fisioterapeutas e biomédicos também são autorizados. É importante prestar muita atenção nos preços, pois a média é que cada sessão esteja entre R$ 1.500 e R$ 3.000 reais, ou seja, se parecer muito barato, desconfie e não faça o procedimento.

Quem pode fazer?

A indicação é combater gordura localizada e modelar o corpo, então devem fazer apenas pessoas saudáveis, sem sobrepeso, que não tenham doenças crônicas e buscam reduzir medidas.

Contraindicações

  • Doenças metabólicas
  • Sobrepeso e obesidade
  • Sensibilidade ao frio
  • Deficiência na coagulação do sangue
  • Prega de gordura muito pequena
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Add Comment