Óleo de cártamo

Óleo de cártamo

Na busca pelo corpo perfeito, alimentos que tenham menor teor calórico e de gorduras são constantemente requisitados. Dentre eles, um dos que vem ficando bastante famoso é o óleo de cártamo.

O cártamo é uma planta com flores vermelhas, alaranjadas ou amarelos, ramificada e que floresce em julho. O seu óleo tem nutrientes parecidos com os do advindo do girassol e é muito utilizado na “cozinha diet”.

Como o óleo de cártamo age no organismo

A função do óleo de cártamo é a de agir diretamente na gordura localizada, sendo o abdômen seu principal alvo. Ele dá a sensação de saciedade aos seus consumidores fazendo com que menos alimentos sejam consumidos.

Os que praticam exercícios físicos têm melhorias no sistema imunológico e aumento enérgico após a sua ingestão. No entanto, além do que já foi citado, não há o número suficiente de estudos para dizer exatamente a função do óleo no organismo.

Benefícios do óleo de cártamo

Por essa mesma falta de estudos, também não é possível saber todos os benefícios, nem a quantidade ideal para eles. Até porque, qualquer alimento em exagero faz mal.

Porém, dentre os benefícios que já sabemos podemos destacar seus ácidos graxos que conservam funções primárias do organismo. Sua presença de ácido linoléico confere proteção ao cabelo, causa mais viçosidade na pele, etc.

Por causa da sua propriedade graxa, o óleo de cártamo tem função antioxidante e antiinflamatória. Além disso, a produção de insulina e metabolização são melhorados com o uso constante. Assim, menos gordura fica retida em regiões localizadas.

Óleo de cártamo emagrece?

Sozinho o óleo não faz milagres, mas junto de exercícios regulares, aumento de massa magra e diminuição da gordura localizada podem ser observados. Caso uma alimentação saudável seja feita em concomitância, os resultados são turbinados, então consulte um nutricionista para formular uma boa dieta.

Efeitos colaterais do óleo de cártamo

Mesmo não sabendo a quantidade ideal, podemos ver alguns sintomas apresentados pelo excesso da ingestão do óleo. Aumento dos níveis de insulina e glicose, diminuição do colesterol bom (apenas em hipertensos) e aumento da resistência da insulina são alguns deles.

O óleo de cártamo é contra-indicado para lactantes ou grávidas, pessoas que sofram de diabetes ou crianças. É importante uma prévia consulta com o seu nutricionista para saber se você pode ingerir esse alimento e se ele será necessário na sua dieta.

Como ingerir o óleo de cártamo

É possível comprar o óleo em cápsulas pré dosadas que são feitas em uma quantidade para o consumo. A Vital Natus e a Herbarium são algumas das marcas produtoras.

Ele pode ser encontrado em farmácias e lojas de produtos naturais. Aliás, se você busca algo mais natural, porque não comer diretamente da fonte? É possível comprá-lo no supermercado e adicioná-lo às suas receitas.

Ao invés de usar o óleo comum, em alguns alimentos você pode substituí-lo pelo óleo de cártamo e usá-lo como tempero para dar um gostinho a mais. Em saladas ou em diversas receitas, a quantidade geralmente usada não passa de uma colher de sopa.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Add Comment