Orlistat (Xenical)

Orlistat (Xenical)

Tido como o único remédio contra a obesidade que não causa dependência química, nesse artigo trataremos do Xenical, medicamento à base de orlistate. Quando foi lançado, virou febre e chegou a dominar o mercado, afinal, ao contrário dos outros remédios para emagrecer baseados em anfetaminas, ele não age no sistema nervoso central.  Ele é um dos poucos remédios contra a obesidade que não foi barrado pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no Brasil, mas o órgão restringiu sua venda fazendo com que as farmácias retivessem a receita.

O que é?

Xenical é um medicamento emagrecedor para tratar a obesidade e sobrepeso, mas não demonstrando resultados em quem deseja perder pouco peso. Fabricado pelo laboratório Roche, supostamente é possível que os médicos peçam Xenical manipulado, com a quantidade Orlistate, o princípio ativo, necessária ao paciente.

Princípio ativo

O que traz os resultados nesse remédio é o princípio ativo, conhecido com Orlistate, Orlistat ou Orlistato. Esse fármaco impede a atuação de enzimas gástricas e pancreáticas chamadas lípases, que agem principalmente no trato gastrointestinal quebrando e fracionando gorduras. Já que as enzimas não agem, a gordura sái do corpo através das fezes. Os problema causado pelo Orlistate são que ele gera deficiência das vitaminas A, D, E e K, já que todas elas são lipossolúveis (se dissolvem em gordura) pode causar flatulência, desconforto, fezes oleosas e odor desagradável.

Indicação

O medicamento é utilizado para o tratamento a longo prazo de pacientes obesos, incluindo aqueles com obesidade associada à fatores de risco. O remédio também proporciona melhora da hipercolesterolemia (excesso de colesterol), diabetes tipo 2, intolerância à glicose, hiperinsulinemia (excesso de insulina), hipertensão e gordura visceral, que é aquela que se localiza entre os órgãos.

Posologia

A caixa pode conter 21, 42 ou 84 cápsulas, cada uma contendo 120mg. A dose indicada é de uma cápsula junto com cada uma das três refeições principais ou até uma hora após a refeição. Os pacientes deverão adotar uma dieta pouco calórica, balanceada nutricionalmente e que contenha 30% das calorias provenientes da gordura. As refeições devem ser ricas em frutas e vegetais, e a ingestão diária de nutrientes essenciais (carboidratos, proteínas e gordura) deve estar dividida entre as três refeições. Doses superiores às três cápsulas por dia não acrescentam benefícios visíveis, por isso não ultrapasse a dose recomendada pelo médico.

Contra indicações

Esse remédio é contra indicado em casos de:

  • Paciente com síndrome de má-absorção crônica
  • Pacientes com colestase
  • Hipersensibilidade aos componentes

Não foi estabelecida a segurança do uso desse medicamento em gestantes, logo não deve ser utilizado sem indicação médica. Também não deve ser administrado para lactantes.

Efeitos colaterais

  • Urgência fecal
  • Fezes gordurosas
  • Aumento da evacuação
  • Possível incontinência fecal
  • Desconforto abdominal
  • Flatulência
  • Diarréia
  • Distúrbios gengivais ou dentais
  • Cefaléia (dor de cabeça)
  • Irregularidades menstruais
  • Ansiedade
  • Fadiga
  • Infecções respiratórias e urinárias

Cuidados

Grande parte dos efeitos colaterais tem origem gastrointestinal, e podem ser reduzidos através de uma menor ingestão de alimentos gordurosos.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Add Comment