Anabolizantes

Anabolizantes

Atenção! Esse é um artigo informativo que não pretende estimular o uso dessas substâncias, apenas tem função explicativa.

Largamente utilizados por atletas para conseguir grandes efeitos estéticos, os anabolizantes são medicamentos que têm usos bastante restritos e controlados. Esse artigo falará um pouco sobre as características dos anabolizantes e os efeitos que eles podem trazer.

História

Descobertos na década de 30, os esteróides vêm sido usados por médicos desde então para variados tratamentos, como estimular o crescimento ósseo em crianças com pouco desenvolvimento ou tratar doenças crônicas altamente debilitantes como o câncer ou o HIV. Nesses casos, as doses de tratamento são mínimas, mas para uso estético as doses exigidas são cada vez maiores, potencializando os efeitos colaterais.

O que são os anabolizantes?

Os esteróides anabolizantes são medicamentos à base de testosterona sintética, que buscam tratar casos de hipogonadismo, anemia, pacientes muito debilitados e para fazer reposição hormonal. Podendo ser consumidos tanto na forma oral quanto injetável, os esteróides anabolizantes se dividem em dois grupos: os lipossolúveis e os hidrossolúveis. Os primeiros ficam depositados no tecido adiposo do organismo e são liberados lenta e continuamente, enquanto os hidrossolúveis caem na corrente sanguínea e já começam a agir.

Como eles agem?

Eles promovem a divisão celular e o aumento das células em diferentes tecidos, especialmente o muscular e ósseo. Embora os esteróides causem a hipertrofia muscular nos dois tipos de fibras que existem em nosso corpo, estudos sobre como ele age ainda são inconclusivos. Sabe-se que o uso de testosterona por homens que não precisam de reposição hormonal faz com que os depósitos musculares de nitrogênio aumentem, o que promove ganho de massa magra e diminuição da gordura. O aumento muscular acontece porque há maior síntese de proteínas.

Efeitos colaterais

Entre os efeitos positivos, estão:

  •  Aumento da síntese protéica
  •  Estimula o apetite
  •  Promove maior produção de células vermelhas
  •  Aumento da massa magra e diminuição de gordura
  •  Crescimento dos ossos

Efeitos negativos

  •  Hepatoxidade
  •  Hipertensão
  •  Acne
  •  Aumento do colesterol
  •  Queda de cabelo
  •  Atrofia dos testículos
  •  Masculinização em mulheres
  •  Ginecomastia
  •  Infertilidade

Aplicação de óleo mineral

Além da febre que os esteróides já causam na academia, alguns atletas tem chegado a extremos para conseguir aumentar os músculos que não acompanhe o crescimento do resto. Inventado por Chris Clark, o método consiste em injetar o chamado Synthol no músculo, a fórmula desse produto é constituída, basicamente, de um óleo. Não há anabolismo, e ainda o óleo destrói as fibras musculares com as quais entra em contato.

O organismo, tentando defender-se, cerca o óleo com gordura. O Synthol não chegou o Brasil, mas outras diversas marcas já, o que já vem fazendo estrago considerável na vida de atletas e praticantes de musculação. Essa substância é capaz de provocar a morte dos tecidos, pois assim que é algo estranho entra no organismo, há um processo de inflamação. Se não tratada, ela pode evoluir e levar à falência múltipla de órgãos, consequentemente, à morte.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Add Comment